Posts Tagged: Roberto Bolaño

Knausgård escreveu um livro fraco e sabe porquê

Todos os trabalhos de grande fôlego têm falhas. Muitas vezes, é a medida certa dessas falhas, o reconhecermos nelas a humanidade do seu criador, que faz dessas obras de grande extensão obras-primas. Estou a pensar, por exemplo, em 2666, de

Knausgård escreveu um livro fraco e sabe porquê

Todos os trabalhos de grande fôlego têm falhas. Muitas vezes, é a medida certa dessas falhas, o reconhecermos nelas a humanidade do seu criador, que faz dessas obras de grande extensão obras-primas. Estou a pensar, por exemplo, em 2666, de

Dez anos sem Bolaño

Faz hoje dez anos que morreu Roberto Bolaño, escritor chileno, mexicano, espanhol, latino-americano. Tinha 50 anos e estava na lista de espera para um transplante de fígado quando, na madrugada de 15 de Julho de 2003, o corpo não conseguiu

Dez anos sem Bolaño

Faz hoje dez anos que morreu Roberto Bolaño, escritor chileno, mexicano, espanhol, latino-americano. Tinha 50 anos e estava na lista de espera para um transplante de fígado quando, na madrugada de 15 de Julho de 2003, o corpo não conseguiu

As Lojas de Canela, Bruno Schulz

De Bruno Schulz diz o narrador de Estrela Distante, de Roberto Bolaño, ser um dos seus escritores favoritos e é, como o próprio Bolaño, um desses escritores que trazem consigo o encanto pérfido daqueles que desaparecem de forma prematura. O

As Lojas de Canela, Bruno Schulz

De Bruno Schulz diz o narrador de Estrela Distante, de Roberto Bolaño, ser um dos seus escritores favoritos e é, como o próprio Bolaño, um desses escritores que trazem consigo o encanto pérfido daqueles que desaparecem de forma prematura. O

Ler muito e desistir

Há um conselho de escrita, daqueles que se dá aos jovens escritores em workshops e livros e aulas e conversas de café, que é unânime. Ler muito. Quando o conselho não aparece numa dessas listas de dez dicas infalíveis é

Ler muito e desistir

Há um conselho de escrita, daqueles que se dá aos jovens escritores em workshops e livros e aulas e conversas de café, que é unânime. Ler muito. Quando o conselho não aparece numa dessas listas de dez dicas infalíveis é

O Terceiro Reich, Roberto Bolaño

Há uma iniludível fantasmagoria, uma progressiva concentração – de personagens, de situações, de espaços – ao longo de O Terceiro Reich, de Roberto Bolaño. A narração é feita na primeira pessoa – uma estratégia de escrita que poderia fazer emperrar

O Terceiro Reich, Roberto Bolaño

Há uma iniludível fantasmagoria, uma progressiva concentração – de personagens, de situações, de espaços – ao longo de O Terceiro Reich, de Roberto Bolaño. A narração é feita na primeira pessoa – uma estratégia de escrita que poderia fazer emperrar